Por que ter um chatbot em meu próprio site?

20/06/2018

 

Os clientes procuram sempre serem mais bem atendidos em seus desejos e necessidades. E este é, em geral, um grande poder dos chatbots. Eles permitem que as empresas se mantenham competitivas, mesmo com a tendência de consumo do “aqui e agora”.

 

O “aqui e agora” está presente em muitas interações no seu site.

 

Neste artigo, veremos por que um site com chatbot pode se tornar ainda mais simpático, eficaz e lucrativo.

 

 

 

Onde estão os chatbots?

 

 

Nos últimos anos parece que todas as plataformas evoluíram para receber chatbots. Quase todos, exceto o WhatsApp (por enquanto), permitem o desenvolvimento de chatbots (até esta data, mas o WhatsApp fez progressos recentemente).

 

Os chatbots podem estar em todos os lugares.

 

É fácil pensar que todos os chatbots devem estar apenas no Facebook Messenger. No entanto, dependendo de onde você estiver no mundo, o Messenger pode não ser sua melhor escolha. Por exemplo, no Oriente e na Ásia, você teria muito mais sucesso com o WeChat.

 

Mas e os sites?

 

 

 

Um chatbot nos seus domínios

 

 

Um chatbot pode, sem dúvida, viver no seu site.

 

 

Um número cada vez maior de empresas está implementando soluções de chatbot na web, seja em portais internos ou internos. O raciocínio é simples: é onde estão os seus usuários (ou seja: clientes, funcionários, fornecedores, parceiros).

 

É bastante comum acreditar que os chatbots só podem estar em plataformas de mensagens. Alguns clientes realmente nos perguntam se "isso seria possível" e ficam surpresos ao saber que é um projeto bastante simples.

 

Normalmente, implantamos chatbots usando uma linha simples de código no cabeçalho do seu site. Uma vez feito e publicado, um widget da web aparecerá no site e .... pronto.

 

Soa como uma boa opção para você? Vejamos alguns prós e contras de ter um chatbot direto no seu site:

 

 

 

PROS

 

 

A vantagem número um de ter um chatbot no seu site é que ele está lá para ajudar aqui e agora. Não encaminhe pessoas para o seu Facebook Messenger. Não peça para que liguem para você ou envie mensagens de texto para você. Ajude-os no mesmo canal, no momento que precisarem.

 

Mídia proprietária: qualquer que seja a plataforma que você usa, mantenha a propriedade dos seus dados. Se você usa o Facebook Messenger, como você não é o dono do canal, o Facebook receberá os dados que passam pelo seu chatbot. Não há como evitar isso. Por outro lado, em um chatbot on-site a propriedade dos dados é só sua. Seus dados vão para você e mais ninguém.

 

Controle total sobre o aplicativo: se você confia em outra plataforma, não controla alguns dos aspectos do chatbot. Por exemplo, você não pode alterar o layout de uma janela de bate-papo. Você não pode mudar as cores de um botão. Você não pode criar um novo trecho de conteúdo rico em um chatbot de terceiros. Tudo isso é possível por meio do seu próprio chatbot.

 

 

 

CONTRAS

 

 

As pessoas precisam encontrar o seu site. Não há maneira de contornar isso. É ótimo aproveitar outras plataformas porque elas trazem um novo fluxo de usuários. Com um chatbot no local, você não pode contar com isso. Você tem que construir seu próprio público.

 

Potenciais interrupções: alguns de nós ficamos irritados com essas pequenas bolhas no canto inferior direito da tela perguntando se precisamos de ajuda. Seu chatbot pode interromper uma experiência de navegação na Web. Se você perceber que seu chatbot está interrompendo e incomodando os usuários, sugiro que você se aprofunde em seu projeto de UX (user experience ou experiência do usuário). Provavelmente há algo errado na maneira como o chatbot interage com seus usuários, quando ele aparece, onde aparece, etc. Esse problema é bem simples de resolver.

 

 

 

 

Mantenha os dados internamente

 

 

Aqui está o ponto mais importante.

 

Um chatbot on-site é uma opção importante para manter tudo internamente. Você mantém o controle sobre sua aparência, suas funcionalidades, quando aparece ou não e muito mais.

 

Além disso, você também preserva os dados somente para sua organização. Você não entrega nenhuma informação para terceiros.

 

Isso significa que todos os chatbots devem estar on-site? Claro que não! Como acontece com qualquer ativo digital, você deve avaliar a melhor forma de atender ao seu público. Por exemplo: se o seu público é majoritariamente formado por jovens, é muito provável que eles não acessem muitos sites. Interaja por meio do Facebook  ou Instagram.

 

Há muitos benefícios adicionais em usar seu próprio site como plataforma de hospedagem para seu bot. Pense no perfil do seu usuário padrão, onde eles interagem com sua marca e onde é mais provável que se percam. Se a resposta também for no seu site, você obterá um grande valor em oferecer ajuda por meio de um chatbot.

 

 

 

 

Conclusão

 

 

Os desafios para obter os melhores resultados podem ser superados com o acompanhamento de uma consultoria experiente, para desenvolver uma estratégia, um planejamento e uma implementação adequados, com o melhor retorno sobre o investimento.

 

Entre em contato conosco para saber como podemos ajudar sua empresa a desenvolver soluções de inteligência artificial que possibilitam interações envolventes, que agreguem valor a seus clientes e ajudam os desenvolvedores a aprimorar continuamente essas experiências.

 

Continue seguindo o nosso blog para ficar atualizado sobre as novidades e não se esqueça de deixar suas dúvidas e opiniões!

 

 

 

 

Baixe nossos eBooks gratuitos:

 

Clique nas imagens

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que usar chatbots para esclarecer dúvidas de Previdência Privada?

03/07/2020

1/3
Please reload

Posts Recentes