A Reforma da Previdência e os Chatbots

08/10/2018

 

 

O número de produtos que compõem o portfolio de uma empresa de investimentos, sejam elas bancos, distribuidoras, corretoras e agentes autônomos, cresce a cada dia e as variáveis que compõem esses produtos são cada vez mais complexas.

 

Não há dúvida que os profissionais que atuam na área são altamente especializados e conseguem decodificar essas variáveis para oferecer as melhores opções para seus clientes, em função do ambiente que está em mutação constante.

 

Por outro lado, temos o crescimento do número de pessoas com o perfil potencial para aplicar em produtos de investimentos, cujo comportamento como consumidores é cada vez mais exigente, online, digital, móvel e multicanal, demandando cada vez mais um atendimento personalizado, rápido e eficiente de seus consultores de investimentos.

 

Se refletirmos sobre a complexidade dos produtos e o aumento do universo de clientes potenciais, três perguntas aparecem:

 

 

“O meu cliente entende corretamente os benefícios e os riscos específicos de cada produto de investimento?”

 

“Consigo atender adequadamente o volume de interações com meus clientes, no que diz respeito a dúvidas e informações sobre os produtos disponíveis que melhor atendem ao seu perfil de investimento?”

 

“Consigo prestar esse atendimento em vários canais de acesso digital (site, Facebook, Whatsapp, etc...)?”

 

 

 

A revolução dos chatbots

 

 

Com mais e mais pessoas preferindo se relacionar por meio de mensagens e serviços instantâneos e um movimento inequívoco das grandes empresas, que se concentram fortemente em disponibilizar chatbots nos canais de atendimento aos seus clientes, observamos claramente um fato: as interações conversacionais são a próxima grande mudança nos processos de atendimento aos clientes e já observamos que os chatbots farão parte significativa desse movimento.

 

Os chatbots estão redefinindo as atividades de atendimento ao cliente e o setor bancário e de investimentos serão os maiores beneficiados.

 

Uma de suas vantagens é ajudar o consumidor a resolver problemas simples, como tirar dúvidas sobre o funcionamento de determinado produto ou serviço, receber reclamações e dar orientações por um aplicativo do smartphone.

 

Em um primeiro estágio, um chatbot instalado em um canal de relacionamento sobre investimentos poderá:

 

  • Responder as perguntas mais frequentes (FAQ);

  • Informar o passo-a-passo para credenciamento na distribuidora ou corretora;

  • Auxiliar na prospecção de clientes e no desenvolvimento da carteira e do negócio;

  • Recepcionar e registrar ordens de negociação.

 

Quando necessário, os chatbots podem redirecionar o cliente para um agente humano especializado, para resolver suas questões específicas mais complexas.

 

Em um segundo momento, os chatbots podem ser usados para processar rapidamente dados de clientes, produtos e informações de oferta, condições econômicas atuais, experiência de especialistas financeiros e outras informações relevantes e, em seguida, identificar as recomendações mais apropriadas.

 

No futuro próximo, os chatbots com inteligência artificial poderão melhorar ainda mais as avaliações de risco mais individualizadas, além de proporcionar melhores cálculos de risco para transações complexas e intensivas em dados. Além disso, como os sistemas modernos têm acesso a quantidades crescentes de dados e análises históricas, as recomendações sobre questões financeiras podem crescer tanto na efetividade como na escala.

 

 

 

Uma oportunidade de negócios está a nossa frente

 

 

Uma nova oportunidade de negócios se abrirá no começo do próximo ano, com a provável aprovação da Reforma da Previdência, fator considerado por todos os analistas como de fundamental importância para a futura estabilidade da economia do país.

 

As propostas mais consistentes para a reforma apresentam, entre outros pontos, a possibilidade de capitalização individual, com a possibilidade de uso de parte dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a total privatização da previdência.

 

Esse fato certamente irá alterar a composição da linha de produtos de previdência, com a criação de novos planos que se baseiam nas mudanças trazidas pela nova legislação.

 

Com isso, voltamos às questões iniciais:

 

 

“Como divulgar esses novos produtos de previdência?”

 

“Como educar os clientes atuais e potenciais sobre as novas opções, de forma interativa, correta e eficiente em canais com alta disponibilidade?”

 

 

Seus clientes não precisam mais esperar para obter respostas aos seus problemas simples. Os chatbots estão a apenas um clique de distância, e você pode oferecer uma resposta para eles a qualquer momento.

 

Deseja saber mais? Entre em contato conosco.

 

 

 

Baixe nossos eBooks gratuitos:

 

Clique nas imagens

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que usar chatbots para esclarecer dúvidas de Previdência Privada?

03/07/2020

1/3
Please reload

Posts Recentes